Sensações


sexta-feira, 6 de novembro de 2009

Corpo Gelado.

(...)

Adormecida sobre a terra salgada de lágrimas ali fiquei, eternamente, com o ecoar das palavras desejadas ao ouvido e o aroma daquele corpo entranhado na minha pele. Assim, por debaixo do crepitar do sol, cumpri o prometido deixando-me transformar na mesma matéria orgânica que a envolvida nas minhas mãos.

2 comentários:

  1. Que bom. Não sabia que tinha voltado. Adoro que voltes e que escrevas... :)

    ResponderEliminar